sábado, 20 de junho de 2009

Necrológio - Assassinato de um homem bom




Morreu nesta manhã
de terça-feira um homem
qualquer que seja seu nome
igual a tantos de sua procissão.

O indivíduo trajava
num terno puído a tragédia
de toda sua pele tomada de pedra,
como todos os anjos de cemitério.

Seus olhos boiavam abertos
ainda ao susto de ter
suas botas roubadas e
seus dentes de ouro arrancados.

Queria andar, já não consegue
queria comer, perdeu sua fome
desejava beber, sua sede secou
seu vinho em suas veias cortadas.

Este é mais um dia comum,
e também um segredo ao lado
do lado de dentro de nossa cidade
onde nada se sabe do santo do dia.
.
.
.

Um comentário:

  1. gostei da forma que esqueves e da mistura entre desenhos parabens

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...